IntensAfrica

Uma parceria Europa-África sobre a intensificação agrícola sustentável.

África enfrenta muitos desafios ao nível da segurança alimentar, postos de trabalho, gestão de recursos e assim por diante … Para os enfrentar, o continente está a apostar na diversidade dos seus sistemas agrícolas e no IntensAfrica*, uma ampla iniciativa baseada na parceria entre a Europa e África, que compreende catorze parceiros científicos na Europa, entre os quais o IICT, liderados pelo CIRAD e a Universidade de Wageningen.
Intensificação sustentável, ecologia, agro-ecologia, revolução duplamente verde, etc, etc … não faltam palavras para expressar a necessidade de inovar para garantir o futuro da agricultura em todo o mundo, especialmente em África, de modo a melhorar a segurança alimentar, postos de trabalho e gestão de recursos neste continente. O Intensafrica é uma iniciativa europeia, prosseguida com a plena participação do setor de pesquisa agrícola Africano, através do Fórum para a Investigação Agrícola em África (FARA), que pretende trabalhar com África sobre os diferentes caminhos para a intensificação sustentável, para responder a todos estes desafios.

A iniciativa tem como objectivo construir um vasto programa para coordenar a investigação sobre a intensificação sustentável na África sub-sahariana, que deverá ser um dos meios de implementação da Agenda para a Agricultura e Ciência em África (CAADEP), dentro do qual a diversidade da agricultura Africana já é uma grande preocupação.

Recentemente, foi dado mais um passo significativo na concretização do IntensAfrica, pelo financiamento do projecto PROIntensAfrica: Towards a long-term Africa-EU partnership to raise sustainable food and nutrition security in Africa, pelo programa H2020.

* A iniciativa associa catorze parceiros científicos na Europa: Catholic University of Leuven (BE), CIRAD (FR), Teagasc (Ireland), University of Copenhagen (DK), University of Hohenheim (DE), University of Bonn (DE), University of Greenwich (UK), Szent Istvan University (HU), Netherlands Organisation for Scientific Research (NL), Instituto de Investigaçao Cientifica Tropical (PT), Czech University (CZ), Swedish University (SE), Swiss Federal Institute of Technology (CH), Wageningen University and Research (NL); e oito em África: Forum for Agricultural Research in Africa (Ghana), Conseil Ouest et Centre Africaine pour la Recherche et le Developement Agricoles/West and Central African Council for Agricultural Research and Development (Senegal), Center for the Coordination of Agricultural Research and Development in Southern Africa (Botswana), Crops Research Institute (Ghana), Agricultural Research Council (South Africa), African Forum for Agricultural Advisory Services (Uganda), Association for strengthening Agricultural Research in Eastern and Central Africa (Uganda), Institut de l’Environnement et de Recherches Agricoles (Burkina Faso).

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s