TropiKMan PhD na perspectiva do Prof Amílcal Salumbo (FCA-UJES)

O programa doutoral em Saber Tropical e Gestão – TropiKMan PhD – arrancou no passado mês de outubro. Para esta primeira edição, foram seleccionados 7 alunos Moçambicanos, docentes de diferentes universidades de Moçambique.
De 24 a 27 de novembro, o Prof Amilcar Salumbo, da Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade José Eduardo dos Santos – Angola, esteve no ISA-ULisboa, a colaborar no módulo Trends in Agronomics and Environment for Tropical Regions.
A Doutora Ana Portugal Melo, coordenadora científica do TropiKMan PhD, entrevistou o parceiro Angolano.
O TropiKMan PhD é oferecido pela Nova SBE, em parceria com o ISA-ULisboa, IHMT, FCSH, UJES, UEM, UniCV e UPretória.
http://www.novasbe.unl.pt/en/programs/phd-in-tropical-knowledge-and-management/tropikman-program

Anúncios

O TropiKMan PhD visto pela Prof Natasha Ribeiro (FAEF-UEM)

 

O programa doutoral em Saber Tropical e Gestão – TropiKMan PhD – arrancou no passado mês de outubro. Para esta primeira edição, foram seleccionados 7 alunos Moçambicanos, docentes de diferentes universidades de Moçambique.
De 1 a 4 de dezembro, a Prof Natasha Ribeiro, da Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal da Universidade Eduardo Mondlane – Moçambique, esteve no ISA-ULisboa, a colaborar no módulo Trends in Agronomics and Environment for Tropical Regions.
A Prof Manuel Correia, coordenador do ISA-ULisboa para o TropiKMan PhD, entrevistou a colega Moçambicana.
O TropiKMan PhD é oferecido pela Nova SBE, em parceria com o ISA-ULisboa, IHMT, FCSH, UJES, UEM, UniCV e Pretória.
http://www.novasbe.unl.pt/en/programs/phd-in-tropical-knowledge-and-management/tropikman-program

Instalação dos ensaios de variedades de Arroz resistente à secura na Ilha de Santiago

O projeto de investigação para a introdução de variedades de Arroz resistente à secura, na Ilha de Santiago, realizado no âmbito de uma parceria entre o INIDA o ISA-ULisboa e o IRRI, conheceu uma nova etapa. No passado mês de setembro, o Prof Arlindo Lima, do ISA-ULisboa, deslocou-se a Santiago – Cabo Verde, para participar dos trabalhos do INIDA na preparação e sementeira dos campos experimentais de arroz.

Com esta experiência, a parceria acima referida coloca a questão da rentabilidade e sustentabilidade da cultura de variedades de arroz adaptadas à secura, em Cabo Verde, tendo em consideração a escassez de água disponível na Ilha de Santiago e a importância do arroz na alimentação dos Cabo-Verdianos.

Partilhamos algumas imagens dos trabalhos realizados e esperamos dar mais notícias em breve.

Diapositivo1 Diapositivo2 Diapositivo3

A rede SKAN-CPLP no “Científica Mente”, da RDP África

IIAM e INIDA e UNESP em Lisboa para participar no Workshop SKAN 2015: “Promover a colaboração internacional no sector agroalimentar”

No passado dia 26 de maio, teve lugar o Workshop SKAN 2015.  Representantes de instituições do Ensino Superior e Ciência e Tecnologia, do Sector Privado e da Sociedade Civil juntaram-se para partilhar conhecimento e experiências no sector agroalimentar, e consolidar e encontrar oportunidades de novos projectos e parcerias no Espaço CPLP. Para além de várias comunicações e mesas redondas, nomeadamente com a presença do Camões-Instituto da Cooperação e da Língua, o Escritório da FAO em Lisboa e o Secretariado Executivo da CPLP, bem como de representantes das Embaixadas de Angola, Brasil e Moçambique, houve intervenções de responsáveis do Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário, Cabo Verde, do Instituto de Investigação Agrária de Moçambique e da Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita e Filho”.

No final do evento, estes últimos, juntamente com o IICT e a INOVISA, foram entrevistados pela jornalista Ana Paula Gomes, da RDP África, para o programa “Científica Mente”. Descarregue e oiça aqui

https://www.dropbox.com/s/nawnvqn99y4dyly/cdn-ondemand.rtp.pt%3A.webloc?oref=e.

Primeiro número do “Investigação Agrária para o Desenvolvimento com a África de Língua Portuguesa”

Foi lançado, ontem, em Maputo, diante do Embaixador de Portugal em Moçambique e durante o Workshop SKAN “Parcerias entre Moçambique e Portugal nos sectores agrícola, alimentar e florestal”, co-organizado pelo IIAM, UEM, IICT, INOVISA e FAO, 1º número do Boletim Informativo do Investigação Agrária para o Desenvolvimento com a África de Língua Portuguesa, editado pelo IICT, e que relata as suas actividades mais recentes de investigação para o desenvolvimento. Tendo como particular enfoque as parcerias com a África de Língua Portuguesa, estas colaborações estendem-se ao Benim, África do Sul, FARA e outras organizações sub-regionais.

Programas, projectos, parcerias, estado da arte… Descarregue, leia, comente, questione, colabore connosco, apoie-nos.

6Jornal_UNL

 

 

Reunião intercalar do Projecto “Introdução da Cultura do Arroz em Cabo Verde”, no IICT, em Lisboa

No âmbito do Projecto “Introdução da Cultura do Arroz em Cabo Verde”, a Presidente do Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário de Cabo verde, Doutora Ângela Moreno, visitou o IICT de 25 a 29 de maio.

A Presidente da Instituição Cabo Verdiana teve a ocasião de visitar a associação de produtores Aparroz-agrupamento De Produtores De Arroz Do Vale Do Sado Lda, em Alcácer do Sal, onde foi recebida pelo seu Responsável, João Reis Mendes. A visita for orientada pelo técnico Pedro Marques, acompanhada da Investigadora do IICT, Otília Carvalho. O primeiro informou acerca das variedades cultivadas e sua produtividade e guiou a comitiva pelos campos, em diversas fase da cultura, e tomar contacto com as tecnologias de sementeira e as fases de armazenamento que se sucedem à colheita e antecedem a comercialização. Feliciano Mazuze, Director para a Formação do Instituto de Investigação Agrária de Moçambique, também acompanhou esta visita.

IMG_2471

IMG_2475

Realizaram-se, ainda, reuniões do projecto, com Ana Melo (IICT) e Arlindo Lima (ISA), em que se avaliou como muito positiva a experiência formativa na cultura do arroz, nos campos experimentais do IRRI, em Moçambique, do António Fortes (INIDA).

Reviu-se, também, o cronograma do projecto, que prevê a preparação do terreno durante este mês de junho e a sementeira em julho, e foram redefinidos os locais onde se concretizarão os primeiros ensaios. Nesta primeira fase, estes ficarão confinados aos campos experimentais do INIDA, em São Jorge dos Órgãos, São Domingos e Tarrafal.

António Fortes, investigador do INIDA – Cabo Verde, recebeu formação na cultura do arroz

No âmbito do projeto introdução da cultura do arroz em Cabo Verde, uma iniciativa desenvolvida no quadro duma parceria entre o INIDA (Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário), o IRRI (International Rice Research Institute) e o IICT (Instituto de Investigação Cientifica Tropical), o técnico do INIDA, António Fortes realizou à Moçambique uma missão de formação sobre a cultura em referência, de 14 a 30 de Março. Não se tratou de uma formação académica clássica, mas de secções predominantemente prática e de terreno. A missão teve a duração de duas semanas e foi realizada em duas estações experimentais do IIAM (Instituto de Investigação Agraria de Moçambique), situadas nas localidades de Umbeluze e Chokuwe, e teve a supervisão do Engº Carlos Zandamela, especialista do arroz e acompanhamento técnico do Engº Arlindo, e da Engª Natali, ambos pesquisadores do IRRI e do IIAM respetivamente. Por ser e uma cultura desconhecida em Cabo Verde e por se tratar de um primeiro contacto do formando, com a cultura, este recebeu informações básicas sobre todo o processo de produção e de pesquisa/seleção varietal, focada no rendimento, nomeadamente: preparação de terreno, sementeira direta, contagem, colheita, debulha, pesagem, medição da humidade, conserva e armazenamento. Durante a estadia, o formando, alem das atividades estritamente de terreno teve momentos dedicados a pesquisa bibliográfica e identificação de documentos relevantes sobre a cultura do arroz que pudessem servir de suporte para a implementação do projeto, alem de contactos com os mais diversos atores da cadeia de produção do arroz em Moçambique, nomeadamente pequenos e grandes agricultores, empresários, industriais e outros. Foi uma experiencia gratificante, pois possibilitou ao formando a possibilidade de ter um contacto direto com a cultura do arroz, e com técnicos dotados de um vasto conhecimento e experiencia, sobre a cultura, e com diferentes atores envolvidos nesta cadeia produtiva.

WORKSHOP SKAN: Promover a colaboração internacional no sector agroalimentar

26 DE MAIO DE 2015


O objetivo deste workshop é sensibilizar para as necessidades, oportunidades e perspetivas de colaboração na partilha de conhecimento e tecnologia agroalimentar nos países de língua Portuguesa, com especial enfoque para as ligações entre Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Portugal. Pretende-se ainda iniciar discussões com vista ao desenvolvimento de potenciais iniciativas e projetos em colaboração.

Sessão de enquadramento Balanço das atividades realizadas no âmbito da Plataforma SKAN, dando como exemplos alguns projetos que estão a ser ou foram desenvolvidos no seguimento das parcerias internacionais estabelecidas. Apresentação da iniciativa SKAN CPLP

1ª Sessão | Necessidades e oportunidades de colaboração Nesta sessão pretende-se que os representantes das Embaixadas (AO, BR, CV e MZ) façam uma apresentação do seu país, nomeadamente das necessidades e oportunidades no sector agroalimentar, na esfera pública e/ou privada, analisando as potencialidades de colaboração e futuras parcerias entre os países de língua Portuguesa.

2ª Sessão | Potenciar as parcerias internacionais Pretende-se que os representantes de cada instituição/entidade façam uma abordagem às potencialidades de colaboração no sector agroalimentar entre os países de língua Portuguesa. Segue-se um debate, onde os participantes do Workshop poderão intervir.

3ª Sessão | O conhecimento e a tecnologia no desenvolvimento do sector agroalimentar Pretende-se que os representantes das instituições com intervenção na área cientifica e tecnológica, façam uma analise da realidade do seu país (AO, BR, CV, MZ e PT), abordando perspetivas futuras de desenvolvimento da partilha de conhecimento e tecnologia.

Sessões paralelas Objetivos: Discutir e analisar necessidades concretas dos países e potenciais iniciativas e projetos que possam ser desenvolvidos em colaboração. As sessões ocorrem em diferentes salas. A escolha das salas (por país) será realizada aquando da inscrição do participante. Em cada sala serão feitas considerações iniciais por especialistas convidados, seguindo-se uma discussão. As conclusões destas sessões serão depois apresentadas na última sessão (reporting final)

Consulte o programa em http://s3.amazonaws.com/skan-production-bucket/posts/file_attachments/000/000/328/original/programa-workshop-skan-l-promover-a-colaboracao-internacional-no-sector-agroalimentar.pdf?1429825835

SKAN

Arroz em Cabo Verde

Numa parceria entre o IICT, o IRRI (CGIAR) e o INIDA (Cabo Verde), está a desenvolver-se um projecto para testar a viabilidade da introdução da cultura do arroz em Cabo Verde.

De 16 a 19 de Fevereiro, investigadores do IICT e do IRRI voltaram a deslocar-se a Cabo Verde, para, em parceria com o INIDA concretizarem mais uma fase deste projecto.

A equipa do projecto visitou e finalizou a selecção dos terrenos a usar como campos experimentais, sempre acompanhada da Presidente do INIDA.

Campo de uma associação de produtores am Justino Lopes

Manteve ainda uma reunião com a Senhora Ministra da Agricultura, que manifestou o seu empenho no sucesso do projecto.

Reunião com a Senhora Ministra da Agricultura, na presença da Senhora Presidente do INIDA

Durante os próximos meses decorrerão acções de formação e conhecimento da cultura, que deverá ser semeada no início de julho.